Vendas Novas Cidade Jardim

Conceito - Vendas Novas Cidade Jardim

​Ainda na busca de outras facetas da identidade da cidade e do concelho procuramos na gestão autárquica depois de Abril outro elemento cerne que a caracterizasse e de vários quadrantes chegou-nos sempre a mesma resposta:

O jardim, designação que a população utiliza para referir o magnifico Parque Urbano inaugurado ao tempo da passagem de Vendas Novas a cidade.

Ora aí está… Cidade jardim… para homenagear essa obra enche de orgulho os Vendasnovenses mas, mais do que isso, para transmitir uma consigna que se pretende defina e acalente a politica de ordenamento do território, planeamento urbanístico e ambiental e faça dessa mancha paisagística um emblema de beleza e qualidade, um modelo a ser repetido, nas novas urbanizações, nos novos espaços sociais, culturais, desportivos e económicos, de modo a espraiar aquele exemplo a todo o território da cidade e do concelho.

Falarmos de cidade, não no sentido mais restrito do termo, mas sim enquanto “urbe”e numa perspectiva de desenvolvimento harmonioso e sustentado. Cabe, ainda, não esquecer nesta circunstância a tipologia de pequenas vivendas com hortas anexas que se encontra com grande expressão um pouco por todo o concelho.

Sem grandes referências patrimoniais, devido ao seu curto passado, a cidade e o concelho devem apostar numa politica de ordenamento que garanta simultaneamente, qualidade ambiental e um urbanismo de grande modernidade. Não é uma utopia, é um desiderato central que deverá mobilizar cada um dos cidadãos e a política autárquica durante as próximas décadas. Essa é, uma das vertentes que o Plano Estratégico de Desenvolvimento aponta com sendo necessário dar um salto decisivo para afirmar a competitividade do território concelhio. Elemento estruturante a incluir no Plano de Urbanização da Cidade, no Plano Director Municipal e no Plano Municipal de Ambiente.

Voltar, também, a referir a mancha verde que veste o concelho e a reserva de água que veste o concelho e a reserva de água que lhe subjaz e que, desta vez, ganham o circulo de cores em que o logo se movimenta, com a mesma ideia de caminho rasgando entre ambas, mas recoberto por uma implantação de árvores imaginarias, que procuram, tão só serem belas e inusitadas simbolizando a riqueza florestal do jardim e do concelho. O laranja entra aqui como terceira cor, vivificante, jovem, em comunhão com a natureza.