A Dureza da Água nas Redes de Distribuição Pública do Município de Vendas Novas

​A dureza da água varia geograficamente, dada a natureza geológica dos terrenos que a água atravessa e com os quais tem contato. Uma água dura está associada a zonas onde os solos são de natureza calcária ou dolomítica, e uma água macia, a zonas onde os solos são de natureza granítica ou basáltica. Em geral, as águas subterrâneas, pelo seu maior contacto com as formações geológicas, são mais duras que as águas de superfície.

A dureza da água reflete a presença de sais de metais alcalino terrosos, predominantemente catiões de cálcio e de magnésio, os quais contribuem em maior escala para a determinação deste parâmetro.

De uma forma geral consideram-se águas duras aquelas que necessitam de quantidades consideráveis de sabão para produzir espuma, e que formam incrustações em caldeiras e outros materiais quando a água é aquecida. Por outro lado, uma água macia pode provocar corrosões, pois não se formam os depósitos carbonatados protetores nas canalizações.

As águas são vulgarmente classificadas de acordo com o seu grau de dureza (expresso em mg/l CaCO3), conforme indicação seguinte:
- Águas Macias: 0 - 75 mg/l  em CaCO3
- Águas Moderadamente Duras: 75 - 150 mg/l  em CaCO3
- Águas Duras: 150 - 300 mg/l em CaCO3
- Águas Muito Duras: > 300 mg/l em CaCO3

Todavia, a dureza da água pode ser expressa de várias formas pelo que se apresentam os principais fatores de conversão:
a) Graus alemães - oDH = mg/l CaCO3 × 0,056;
b) Graus franceses - oF = mg/l CaCO3 × 0,1;
c) Graus ingleses - oClark = mg/l CaCO3 × 0,07.

Em 2014, a água de abastecimento público distribuída ao consumidor no Município de Vendas Novas pode ser classificada, quanto ao grau de dureza, da seguinte forma: