Capela Real do Palácio das Passagens

​A Capela Real do Palácio das Passagens, hoje atual Capela da Escola Prática de Artilharia, foi mandada edificar pelo Rei D. João V, provavelmente em 1728, para servir de conforto espiritual aos hóspedes e à família real aquando da sua estadia no Palácio das Passagens.

Com um traçado simples, que se julga ser do arquiteto Custódio Vieira, o templo é um exemplo da arquitetura palatina situado no extremo oriental do Palácio das Passagens.

A sua fachada principal apresenta um pequeno nicho com uma imagem de Santo António que se julga ter sido trazido da velha Capela de S. Fernando/ S. António do Outeiro. No interior, é composta por uma nave única, altar-mor, batistério, oratório real e pela sacristia.

É de destacar ainda, o fundo do altar-mor coberto por uma abóbada de canhão, com pinturas feitas ao estilo de João V, onde estão representados talvez os quatro evangelistas, envolvidos por grinaldas e alguns medalhões com dísticos latinos.

O lambrim contínuo de azulejos azuis e brancos que rodeia toda a capela, com cerca de 1,80 m de altura, é constituído por diferentes painéis figurados, que podem ser datados de 1750, com exceção de um com a imagem de Santa Bárbara, padroeira da artilharia, que data de 1972.

No altar existem duas imagens, uma de Nossa Senhora da Conceição, em madeira estofada, de final do séc. XVII e outra de Santa Bárbara, trazida aquando da passagem da capela para o domínio do exército.

Junto à sacristia situa-se o Oratório Real, onde a realeza assistia à missa, e outras salas de arrumos.

A Capela foi de 1843 a 1969 igreja matriz de Vendas Novas e atualmente apesar de pertencer à Escola Prática de Artilharia nela são realizados casamentos e missa ocasionalmente.

Morada: Av. da República, Vendas Novas
Telefone: 265 809 800
Visitas: Todos os dias das 9h00 às 18h00