22 julho 2020

COVID-19

Costureiras solidárias já produziram 1.200 máscaras comunitárias

O Município lançou o convite e cerca de 25 munícipes aceitaram dar do seu tempo e confecionar máscaras comunitárias para serem distribuídas à população, tendo produzido, até ao momento, 1.200 exemplares.

A distribuição das mesmas já começou, com a entrega aos utentes do CAO do polo da Cercimor em Vendas Novas, ao Centro de Convívio dos Reformados para que distribuam aos seus associados e aos idosos que se candidataram ao Programa de Comparticipação de Medicamentos. O objetivo é garantir que outros grupos vulneráveis, pessoas idosas e/ou com deficiência também tenham acesso gratuito a uma máscara que os ajudará a proteger da COVID-19.

O tecido de algodão, o filtro TNT e os elásticos foram adquiridos pelo Município no comércio local mas a mão-de-obra foi toda das costureiras voluntárias, às quais endereçamos um agradecimento sentido por terem aceitado o desafio do voluntariado para a proteção da nossa comunidade.

Anteriormente o Município já tinha procedido à entrega de máscaras descartáveis a instituições do Concelho que trabalham na prestação de cuidados de saúde, segurança e socorro da população; funcionárias de lares de idosos, apoio domiciliário, das creches, jardins-de-infância e 1.º ciclo e fez uma doação de 10 mil máscaras à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários para que a sua venda reverta em apoio à atividade da corporação. Garantiu ainda máscaras reutilizáveis certificadas aos funcionários municipais e a todo o comércio e restauração local.

entrega máscaras solidárias.jpg